segunda-feira, 12 de agosto de 2013

"O Espetacular Homem-Aranha 2" Enfrenta o Desafio de Filmar em Nova York.

UOL.

Há exatos 51 anos Peter Parker disparava suas primeiras teias na edição de número 15 da revista "Amazing Fantasy", publicada em 10 de agosto de 1962. Muitos saltos, inúmeros quadrinhos, oito séries de TV e quatro filmes depois, o "amigão da vizinhança" se prepara para voltar mais uma vez às telas de cinema em "O Espetacular Homem-Aranha 2", que a esta altura está em pós-produção e tem estreia marcada para maio de 2014.

51 ANOS DE HOMEM-ARANHA

  • Reprodução/Marvel Comics
    O número 15 da revista "Amazing Fantasy", publicada pela Marvel em 10 de agosto de 1962, marcou o final da série de Steve Ditko e Stan Lee, mas também ficou conhecida por introduzir um dos personagens mais amados dos quadrinhos: o Homem-Aranha.

    Segundo Stan Lee, como já havia sido anunciado o cancelamento do título, o editor Martin Goodman relutantemente deixou-o apresentar um novo tipo de super-herói, um protagonista adolescente e cheio das dúvidas, neuroses e problemas das pessoas comuns. O desempenho de vendas do número 15 acabou sendo um dos melhores da Marvel de todos os tempos, e Peter Parker ganhou uma série solo.

    Se você esteve em outro planeta nos últimos 51 anos e não sabe nada sobre o herói, ele é um garoto órfão, meio nerd, que mora no Queens, em Nova York, com seus tios Ben e May. Em uma exposição de ciência, ele é picado por uma aranha radioativa e ganha a agilidade e a força do inseto, além da capacidade de caminhar por paredes e tetos.
A produção de "O Espetacular Homem-Aranha 2" tem sido cercada de mistérios (Gwen Stacy morre? Por que Mary Jane foi cortada? Já que Norman Osborn está no filme, veremos o Duende Verde?) e o estúdio tem feito de tudo para manter o máximo de segredo sobre a trama, mas algumas coisas já sabemos: teremos quatro filmes no total, o vilão principal deste é Electro (Jamie Foxx) e o secundário é Rhino (Paul Giamatti); o filme começa com Peter (Andrew Garfield) e Gwen (Emma Stone) se formando na escola; e veremos o reencontro de Peter com seu amigo de infância Harry Osborn (Dane DeHaan).
Se descobrir mais sobre a trama é tarefa quase impossível, nada impede que o UOL revele alguns detalhes interessantes desta superprodução, que, pasmem, é o primeiro longa do Homem-Aranha a ser filmado completamente em Nova York. Ou seja, é a primeira vez que o herói mais nova-iorquino dos quadrinhos realmente salta com suas teias pelos arranha-céus da cidade (na verdade, as teias são cabos, mas Andrew Garfield e seus dublês estiveram mesmo no topo de prédios como a prefeitura, em Downtown).
Tanto no primeiro "O Espetacular Homem-Aranha" quanto nos filmes dirigidos por Sam Raimi, a produção se dividiu entre Nova York e Los Angeles e muitos dos pontos famosos da cidade –como a ponte de Williamsburg, onde o Lagarto aterroriza os motoristas-- foram reconstruídos em estúdio.
"Há duas razões [para se filmar em Nova York]", explica o produtor Matt Tomalch. "Uma é que a história do Homem-Aranha se passa em Nova York e os filmes sempre foram feitos só uma pequena parte aqui. A ideia neste era de fato fazer uma história nova-iorquina. É muito difícil reconstruir isso em outro lugar, porque Nova York é muito especificamente... Nova York. E bela. A outra razão, que também é muito verdadeira, foi uma grande isenção de impostos". "Há uma outra razão: para ver quanto podíamos sofrer. Por que o clima é muito difícil", completa o produtor Avi Arad.
Não que a produção tenha filmado completamente nas ruas de Nova York desta vez, já que "Nova York não para, você tem que se virar nela", como explica Tomalch. Agora imagine a loucura que foi colocar Jamie Foxx entrando na lotada Times Square, na cena em que um confuso Max Dillon acaba de se transformar no vilão Electro?
A própria Times Square teve que ser reconstruída em um estúdio em Long Island, a 50 quilômetros de Manhattan, onde no fim de junho um grupo de jornalistas pode ver o que havia sobrado do marco, ao lado de um outro grande cenário, reproduzindo uma usina elétrica, cercada por telas verdes. Além desse, são mais dois os estúdios usados, um também em Long Island e o outro no Brooklyn.

OS NÚMEROS DE "O ESPETACULAR HOMEM-ARANHA 2"

  • Arte/UOL
Embora a Sony não revele o orçamento de "O Espetacular Homem-Aranha 2" (o primeiro custou cerca de US$ 230 milhões), o governador de Nova York, Andrew M. Cuomo, afirma que este é o maior filme já feito em Nova York (a cidade e o estado), gerando 3,5 mil empregos e recrutando 11 mil figurantes.
"Foi muito bom para o filme, pois o Homem-Aranha é um personagem simbólico de Nova York. Isto realmente nos deu a chance de fazer que Nova York fosse mais personagem do que ela teve chance de ser antes, porque também pudemos ter cenários corriqueiros da cidade, locais normais onde nós vivemos. Em vez de ter que colocar o Empire State na frente dos fãs, pudemos só passar por ele no fundo, porque é assim que nós de Nova York vivemos estes lugares", conta o diretor de arte Mark Friedberg, que mora em Nova York.
* A jornalista viajou a convite da Sony Pictures

Nenhum comentário:

Postar um comentário